Polícia agiu para conter 'infiltrados', diz Camilo sobre ação da PM em protesto na Av. Beira-Mar

A ação de policiais no final do protesto contra o governo Temer na noite desta quarta-feira (7) na Av. Beira-mar, em Fortaleza, foi justificada pelo governador Camilo Santana no começo da tarde desta quinta (8). Segundo ele, os PM's foram acionados para conter um grupo de 'infiltrados' que fizeram pichações e quebraram a vidraça de um edifício.
“A informação que recebi era de que, primeiro, a manifestação estava pacífica, houve infiltração de aproximadamente 50 pessoas que começaram a fazer pichações, quebraram inclusive a vidraça de um prédio na Av. Beira-Mar”, explicou o governador após uma reunião do grupo Ceará Pacífico, que discute meios para reduzir a violência no Estado. 
De acordo com Camilo, foram os moradores do prédio atingido que pediram o reforço policial. “A partir daí, houve confronto e qualquer ação que possa ser extrapolada, nós vamos apurar. Já orientei isso ao secretário. É o que eu tenho a dizer”, afirmou. Vídeos feitos pelo Diário do Nordeste mostram, entretanto, a Polícia chegando ao local onde os manifestantes dispersavam e, sem provocação, reprimiu o ato com violência. 
“A nossa orientação é de sempre pacificação, manter a ordem e que as pessoas tenham a liberdade de se manifestar, contanto que respeite o patrimônio público, respeite as pessoas. Para que a gente possa fazer um Ceará de paz, um Ceará Pacífico”, finalizou Camilo.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe