Sindicato dos Bancários derruba liminar que determinava funcionamento mínimo das agências

O Sindicato dos Bancários do Ceará conseguiu derrubar a liminar que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-CE) obteve e que determinava a abertura de cerca de cinco agências por, no mínimo, duas horas por dianas agências bancárias e postos de atendimento das instituições bancárias, conveniadas e estabelecidas nos órgãos do Poder Judiciário Estadual e Federal, no Estado do Ceará.
O serviço seria realizado para o cumprimento de alvarás judiciais e a liberação de valores depositados em contas judiciais.
A decisão desta terça-feira (20), do desembargador Jefferson Quesado Júnior, sustenta que a liminar deferida nos autos da ação civil pública, promovida pela Ordem dos Advogados do Brasil, Secção do Ceará, fere direito liquido e certo de greve da categoria bancária, ao reputar essencial o serviço de pagamento de alvarás judiciais, de acordo com a Lei de Greve (Art. 10, XI, da Lei 7783/1989).

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe