Em plebiscito informal, 95% votam pela ideia de separar Sul do restante do Brasil

A grande maioria dos cidadãos que participaram da consulta popular realizada no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná no último sábado, 1º, votou pela separação desses três Estados do restante do Brasil. De acordo com o resultado divulgado pela comissão organizadora do plebiscito informal, o Plebisul, 95,74% dos 616.917 votantes disseram "sim" para a ideia de criar um novo País. A consulta foi organizada pelo movimento "O Sul é o meu País".
Apesar do resultado, o movimento não atingiu sua meta. O número de participantes foi inferior à projeção inicial, de 1 milhão de pessoas, que correspondem a 5% dos eleitores da região Sul.
Originalmente, a ideia era disponibilizar 4 mil urnas em todos os 1.191 municípios dos três Estados. Mas não houve voluntários suficientes. Os organizadores acabaram espalhando 1.700 urnas por cerca de 500 cidades - todas as localidades com mais de 30 mil habitantes foram contempladas.
Mesmo assim, o movimento ficou satisfeito com o resultado do Plebisul. "Acreditamos que demos um recado à Brasília. A votação foi um grande protesto feito por mais de 500 mil pessoas", avaliou Celso Deucher, da cidade catarinense de Brusque. Historiador e jornalista, ele é um dos fundadores do movimento.
O Rio Grande do Sul teve o maior número de participantes, 320.280, e também a maior porcentagem de pessoas favoráveis à separação: 97,21%. Em Santa Catarina, 272.586 votaram, sendo que 94,63% optaram pelo "sim". Já o Paraná teve a menor participação e também o índice mais baixo de aceitação do projeto. Lá, 88,21% dos 24.051 que registraram seu voto apoiaram a proposta separatista.

Estadão
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe