Filha de secretário é presa durante bate-boca com PMs e segue para PF com o pai no 'camburão'

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) distribuiu uma nota oficial, ainda na noite do domingo (2) para informar que vai apurar internamente o incidente envolvendo policiais militares e militantes partidários durante uma denúncia de prática de crime eleitoral. No conflito se envolveu o atual secretário estadual de Ciência e Tecnologia, ex-senador Inácio Arruda, após uma de suas filhas ser detida pelos militares.
O fato ocorreu por volta das 16h30 nas dependências do Instituto Federal de Ciências e Tecnologia (IFCE), localizado na Avenida 13 de maio, no bairro Benfica, onde havia várias secções eleitorais.
Os policiais militares teriam sido chamados para atender a uma ocorrência de denúncia da prática de “boca de urna” e ali encontraram cinco mulheres que estariam, supostamente, distribuindo “santinhos” e cooptando votos de forma ilegal. Uma delas seria Nara Arruda, filha do secretário.
Nara teria se recusado a entregar aos policiais sua bolsa onde estariam os “santinhos. A confusão se formou e ela teria desacatado os PMs, recebendo voz de prisão. O pai, a mãe e uma irmã de Nara apareceram e o tumulto só aumentou. Na confusão, a jovem ameaçou tirar a roupa e foi colocada na viatura da PM.
O ex-senador acabou entrando também na viatura e o incidente foi parar na sede da Superintendência da Polícia Federal, onde a jovem teria sido autuada em flagrante. Em nota, a SSPDS informou que vai apurar o caso.



Fernando Ribeiro
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe