Justiça determina o afastamento da prefeita de Parambu

A Justiça determinou o afastamento da prefeita da cidade de Parambu, Keylly Mateus Noronha, por tempo indeterminado. A sentença foi proferida, no último dia 30 de setembro e publicada nesta sexta-feira (07), pelo juiz Túlio Cruz Nogueira e atende a uma ação civil pública por ato de improbidade administrativa ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), através do promotor de Justiça Erick Alves Pessoa.
De acordo com a denúncia, a prefeita contratou, indevidamente, servidores temporários sem concurso público. A ação pretendia a declaração de nulidade dos contratos ilegais. 
A prefeita terá de pagar multa civil de 100 vezes o valor do seu salário. Além disso, teve os direitos políticos suspensos por cinco anos e foi proibida de contratar com o Poder Público pelo prazo de três anos. No entanto, a prefeita Keylly Noronha descumpriu a decisão. Diante da situação, o órgão ministerial ingressou com outra ação civil pública, requerendo o afastamento em definitivo da prefeita.

Prefeita contesta
Na contestação, a gestora alegou que nunca teve a intenção de descumprir a decisão judicial. Ela sustenta que homologou concurso e convocou aprovados, afirmando que cumpriu integralmente a decisão do juiz.
Ao analisar o caso, o magistrado Túlio Cruz determinou o afastamento da prefeita do cargo por tempo indeterminado. 
“As consequências dos atos de improbidade administrativa não se limitaram ao mero descumprimento da ordem judicial, mas no rebaixamento de diversos valores democráticos, como harmonia entre os poderes, respeito às instituições e à coisa pública”.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe