Mulher engravida mesmo após ter usado DIU e deve receber R$ 20 mil de indenização

O juiz José Flávio Bezerra Morais, titular da 2ª Vara Cível da Comarca de Crato, condenou a Cepeó Contraceptivos a pagar R$ 20 mil de indenização para uma dona de casa que engravidou de gêmeos mesmo utilizando um Dispositivo Intra Uterino (DIU).
O dispositivo foi implantado por uma médica que atendia na rede de pública de saúde, em fevereiro de 2004. A paciente alega que realizou todas as consultas e exames médicos periódicos e sempre foi constatado que o dispositivo estaria posicionado no local certo. Também afirma que nunca sentiu nenhum desconforto ou incomodo pelo uso do DIU. 
Após dois anos de utilização, ela sofreu alteração no ciclo menstrual e foi surpreendida com a gravidez de gêmeos.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe