Operação prende 9 por desvio de medicamentos; 85 mil comprimidos apreendidos

A Polícia Civil do Estado do Ceará, por meio da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), realizou uma ação em Fortaleza, nesta terça-feira (11), que ocasionou a desarticulação de um esquema de vendas e desvios de remédios controlados, anabolizantes, inibidores de apetite e receitas e atestados médicos falsificados.
A operação denominada ''Tarja Preta'', que teve início na última quinta-feira (6), prendeu um total de nove pessoas e resultou, até a manhã desta terça (11), em quase 85 mil comprimidos apreendidos, além de 860 frascos e ampolas de remédios variados e esteróides anabolizantes, 19 canetas de insulinas, carimbos, 15 aparelhos celulares, um notebook e R$ 1 mil.
Após capturar, na segunda-feira (10), Aristóteles Praxedes de Souza, 42 anos; e Geraldo Noberto Lima Filho, 66 anos, a Polícia conseguiu chegar aos responsáveis por desviar os medicamentos e distribuí-los aos comerciantes de Fortaleza: Francisco Antonio Barbosa Soares, 31 anos, e Jairo Holanda dos Santos Júnior, 51 anos, que trabalhavam de forma terceirizada para a Coordenadoria de Assistência Farmacêutica (Coasf) da Secretaria de Saúde  do Estado (Sesa). Nenhum dos quatro possuíam antecedentes criminais.
Dentre as outras cinco pessoas que também foram presas durante o processo, somente Evangelista Sales Freitas, de 44 anos, não apresentava ficha limpa na Polícia, já tendo respondido por ameaça. Todos os envolvidos foram indiciados, de acordo com suas respectivas participações, por tráfico de drogas (ou associação com este), falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe