Receita libera pagamento do 5º lote do Imposto de Renda nesta 2ª

A Receita Federal libera nesta segunda (17) o pagamento do quinto lote de restituição do Imposto de Renda da Pessoa Física de 2016. O depósito do crédito bancário referente a este lote totaliza R$ 2,7 bilhões. Ao todo, 2.221.405 contribuintes serão contemplados.
Têm preferência para receber a restituição os 25.150 idosos e 3.111 deficientes físicos, mentais ou portadores de alguma moléstia grave. O valor recebido por estes grupos soma R$ 111.469.566,87.
A restituição ficará disponível por um ano no banco. Se o resgate não for feito nesse prazo, o contribuinte deve solicitá-la pela internet, mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF (Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física).
Em caso de problemas, é possível entrar em contato pessoalmente com qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Consulta
Para saber se teve a declaração foi liberada, o contribuinte deve acessar o site da Receita Federalou ligar para o número 146. Inconsistências de dados ou outros problemas podem ser identificados no extrato da declaração disponível on-line.
Uma alternativa é o aplicativo da Receita, disponível para tablets e smartphones. O app possibilita a consulta às declarações do IR e a situação do CPF, e permite analisar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.
A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones, que facilita a consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com ele será possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

Folhapress
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe