Sérgio Moro recebe ação e Cunha vira réu da Lava Jato em Curitiba

O juiz federal Sérgio Moro recebeu, nesta quinta-feira (13), a ação contra o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que se tornou réu sob acusação de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.
O processo estava no Supremo Tribunal Federal (STF), mas, com a cassação do peemedebista, desceu para a primeira instância, na Justiça Federal do Paraná.
Nesta quinta, Moro aceitou a denúncia e deu dez dias para que a defesa de Eduardo Cunha se manifeste. O ex-deputado é acusado de receber R$ 5 milhões de propina em contas na Suíça, abastecidas com dinheiro originário de contratos de exploração de petróleo da Petrobras na África.
Ele nega irregularidades e diz que as contas pertencem a trusts (instrumento jurídico usado para administração de bens e recursos no exterior), e não a si próprio. Sua mulher, a jornalista Claudia Cruz, já é ré pela mesma acusação em Curitiba.
O juiz federal ainda levantou o sigilo do processo contra Cunha. "A publicidade propiciará assim não só o exercício da ampla defesa pelos investigados, mas também o saudável escrutínio público sobre a atuação da administração pública e da própria Justiça criminal", escreveu.

Folhapress
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe