Suspensão de vaquejadas gera protestos no Ceará

A suspensão das vaquejadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) foi motivo de comemoração para alguns militantes da causa animal. Por outro lado, a decisão desagradou uma parcela da população que enxerga nas vaquejadas um momento de lazer, diversão e cultura. Nesta terça-feira (11), manifestações em prol da causa estão marcadas para acontecer tanto na Capital quanto no Interior.
Em Fortaleza, o Clube do Vaqueiro será o local da reivindicação da categoria, que deverá comparecer vestindo roupas brancas, às 9h desta terça-feira (11). No Interior, a população do Cariri foi convocada a comparecer ao Parque de Eventos de Brejo Santo, no mesmo horário, onde sairão em cavalgada rumo à Praça Dionísio Rocha de Lucena.
Para o deputado Manoel Duca, a decisão do STF foi um erro por falta de informação. "Essa votação é uma loucura da justiça, é uma completa desinformação, não existe maus-tratos com os animais. Cuidados são tomados para não maltratar. Existem tantas outras formas que isso acontece claramente como um burro que puxa uma carroça ou uma vaca no arado e nada é feito, não existem maus-tratos na vaquejada", afirma.
Para o vice-presidente da Associação Brasileira de Vaquejada (Abvaq), Marcos Lima, as manifestações são um pedido de socorro dos vaqueiros e de todas as outras pessoas que serão atingidas pela medida do supremo.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe