46 cidades em situação de alerta ou risco de surto de dengue, zika e chikunguya

Ao apontar 46 cidades em situação de alerta ou risco de surto de dengue, chikungunya e zika no Ceará, o Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) de 2016, realizado pelo Ministério da Saúde, preocupa infectologista e o poder público.
Isso porque o atual período é menos susceptível à infestação, em vista da falta de chuvas. Porém, a apreensão com uma situação grave a partir de 2017 tanto se dá por conta do crescente número de municípios vulneráveis, quanto pela não adoção de medidas preventivas que são reclamadas há 30 anos.
No último LIRAa, que foi apresentado em conjunto com os municípios, verificou-se que 14 municípios estão em risco e 32 em alerta. Outros 68 estão em situação satisfatória. Fortaleza, a capital do estado está em situação satisfatória. Os dados do LIRAa, foram apresentados pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, que também divulgou a nova campanha deste ano para combate ao mosquito transmissor das três doenças. A nova campanha chama a atenção para as consequências das doenças causadas pelo Aedes aegypti, além da importância de eliminar os focos do mosquito.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe