Publicidade

Pressionado, Geddel pede demissão da Secretaria de Governo, afirma Planalto

Geddel Vieira Lima não é mais o ministro-chefe da Secretaria de Governo. O Palácio do Planalto confirmou que ele entregou, na manhã desta sexta-feira (25), uma carta de demissão ao presidente Michel Temer.
O político baiano tomou a decisão para tentar estancar a crise politica do governo instaurada após as revelações do ex-ministro da Cultura Marcelo Calero.
Geddel é suspeito de tráfico de influência por pressionar Calero para autorizar que o Iphan da Bahia liberasse a construção de um prédio aonde tinha adquirido um apartamento. Na ocasião, Calero se recusou a atender o pedido e se queixou ao presidente Michel Temer. Sem apoio, pediu demissão.

Redação Web
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe