Vigilante é morto a tiros em assalto aos Correios em Quixadá

Um vigilante de uma empresa particular de segurança foi morto durante um assalto a agência dos Correios de Quixadá, distante cerca de 158Km da Capital. Ele trabalhava no local. De acordo com a Polícia, o caso aconteceu no final da manhã desta terça-feira (29). Dois homens armados chegaram na agência e anunciaram o assalto. Francisco Edilson do Nascimento, 50, foi atingido com um tiro na cabeça. O vigilante ainda chegou a ser socorrido mas não resistiu aos ferimentos. 
A agência realizava atendimentos quando os bandidos invadiram o local e renderam clientes e funcionários. Edilson levou um tiro na cabeça. A empresa para a qual o vigilante trabalhava não informou se ele teria reagido. Após ter sido ferida, a vítima teve a arma e o colete a prova de balas levados pelos criminosos, que fugiram em uma moto. 
Equipes da Polícia Civil,  patrulhas do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) e do Policiamento Ostensivo Geral (POG) de Quixadá foram acionadas minutos depois e iniciaram as buscas. O trabalho segue neste momento pela zona rural da cidade. A moto usada pelos bandidos foi encontrada abandonada em um matagal no distrito de Juatama. 
A assessoria de comunicação da Superintendência dos Correios informou que o “prejuízo está em apuração” e que ainda não é possível informar se foi levada alguma coisa durante a ação. A empresa de vigilância para qual Edilson trabalhava informou que enviou dois representantes para Quixadá para prestar auxílio a família e colaborar com as investigações.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe