Publicidade

111 profissionais do programa Mais Médicos serão substituídos no Ceará

O Estado do Ceará vai receber 111 profissionais para reposição do programa Mais Médicos e encaminhados para 69 municípios. O ministro da saúde, Ricardo Barros, anunciou a substituição dos profissionais durante o encontro com um grupo de médicos da cooperação com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS). Ao todo, são 1.380 médicos para atuar na assistência básica de todo o País.
Nesta quinta-feira, 15.500 profissionais estão se deslocando para os municípios, incluindo o Ceará. O restante será encaminhado até o próximo dia 21. Os médicos do programa vão trabalhar em suas respectivas cidades durante três anos. Antes de começar os seus trabalhos, os profissionais devem participar de um acolhimento e precisam regularizar a documentação em Brasília, no Distrito Federal.
Já os profissionais, que terminam o seu período de atuação neste semestre, passam a deixar o País aos poucos desde o mês de novembro passado, segundo o cronograma. Nos próximos, três meses cerca de 5 mil profissionais irão encerrar suas atividades.
No último mês de setembro, o Congresso Nacional aprovou a prorrogação por mais três anos da atuação dos médicos estrangeiros no programa. Com a decisão, 90% dos profissionais optaram por permanecer na atividade. Além disso, a cooperação com a OPAS também foi renovada por mais três anos.

Inscrições abertas
As inscrições para a substituição dos médicos da cooperação com a OPAS estão abertas até o dia 4 de janeiro de 2017. As vagas não preenchidas por brasileiros com atuação no País, serão repassadas para os brasileiros de formação no exterior. Segundo o Ministério da Saúde, são mil vagas em 462 municípios, sendo a maioria preenchida por médicos cubanos.
O objetivo do Governo Federal é alcançar o número de 4 mil substituições de médicos cubanos por brasileiros em três anos. A meta implica na redução de 11,4 mil profissionais estrangeiros para 7,4 mil participantes. A intenção da pasta é atrair mais brasileiros, ofertando vagas em unidades mais escolhidos por esses candidatos e que, atualmente, são preenchidas por médicos cubanos.

O POVO Online
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe