Governo cancela licitação para compra de alimentos de avião de Temer

O Governo Federal derrubou nesta terça (27) a licitação após a repercussão negativa com a estimativa de gasto de R$ 1,75 milhão em produtos alimentícios só para abastecer o avião presidencial de Michel Temer.
Entre os itens listados do rico cardápio, listados pelo jornalista Lauro Jardim, de O Globo, estavam listados gastar até:
  • R$ 96 mil com uma tonelada e meia de torta de chocolate
  • R$ 42 mil com três tipos de gelo (cubo, cubinhos e seco)
  • R$ 27,5 mil só de geleia
  • R$ 28 mil em papel toalha
  • R$ 16,1 mil em dois tipos de sorvete (tipo premium Häagen-Dazs e sem lactose de amora e morango)
  • R$ 10,4 mil em guardanapos
  • R$ 1,740 mil em papel higiênico

O anúncio foi feito pelo ministro Eliseu Padilha, da Casa Civil, pelo Twitter pessoal.


Segundo fontes do Planalto, o governo deve se posicionar sobre a decisão por meio de nota oficial que deve ser divulgada ainda hoje. De acordo com o edital publicado no dia 19 de dezembro no Diário Oficial da União, o valor da contratação estava estimado em R$ 1.748.653,20, sendo que R$ 166 mil em serviços e R$ 1,58 milhão em material.
As propostas seriam apresentadas no próximo dia 2 de janeiro e o contrato previa a duração de um ano.

Redação Web
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe