Homem mata 6 pessoas por não ser atendido em casa de prostituição

Seis pessoas foram mortas em uma boate usada como casa de prostituição em Jaboticabal (a 342 km de São Paulo), na região de Ribeirão Preto, na noite desta quarta-feira (21).
De acordo com a Polícia Civil, o crime ocorreu após William Roberto Ferreira Costa, 27, chegar ao local, Léo Drinks Bar, e não conseguir um programa com a garota que desejava, que já estava com outro cliente.
Revoltado com a situação, buscou um revólver no carro, voltou à boate e começou a atirar nas pessoas que estavam no local, às 22h30 desta quarta. A polícia foi informada por volta da 0h desta quinta (22).

Tragédia
Costa atingiu e matou a dona da boate, Leonilda Lucindo, 71, três garotas de programa, um segurança e o cliente que estava com a mulher que ele queria.
Segundo relatos de testemunhas à polícia, só não acertou tiros em mais pessoas porque elas conseguiram fugir do local, que fica na zona rural da cidade.

Fuga e buscas
Após o crime, o atirador fugiu a pé, em meio ao canavial que cerca a casa de prostituição, e deixou seu veículo, um Fusca, em frente ao estabelecimento, o que contribuiu para a sua identificação, ainda segundo a polícia.
Policiais militares passaram a madrugada toda em busca de Costa, que está foragido. Os corpos das vítimas estão no Instituto Médico Legal (IML) de Jaboticabal.
A boate fica na rodovia José Pizarro, distante 1,5 km da cidade, no sentido Monte Alto, e é conhecida como um local tradicional de prostituição da localidade.

Folhapress
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe