Jornalistas mortos em acidente aéreo da Chapecoense são velados no Rio

Três jornalistas da TV Globo que morreram na queda do voo que transportava a delegação da Chapecoense do Brasil para a Colômbia foram velados neste sábado (2).
Os corpos do repórter Guilherme Marques, do produtor Guilherme Van Der Laars e do repórter cinematográfico Ari Júnior deixaram a Colômbia nesta sexta-feira (2) e chegaram à sede do Botafogo por volta das 13h, com uma hora de atraso em relação ao horário previsto inicialmente.
A cerimônia de despedida foi no salão nobre do clube Botafogo de Futebol e Regatas, em General Severiano, Zona Sul do Rio. Por volta das 15h, o velório foi encerrado e do lado de fora balões brancos homenagearam as 71 vítimas do acidente aéreo.
Colegas, familiares e dirigentes do Botafogo começaram a chegar ao local por volta de 11h para acompanhar a despedida. Marques e Lars eram torcedores do clube e darão nome a duas cabines de imprensa do Estádio Nilton Santos, o Engenhão.
Por volta das 16h15, o corpo de Guilherme Marques deixou a sede do Botafogo. Ele foi levado para o Memorial do Carmo, no Caju, Zona Portuária do Rio, onde será cremado. 
Os corpos de outros três jornalistas da Fox também serão velados no Rio. As cerimônias de despedida estão marcadas para este domingo. Os corpos chegaram ao Rio na tarde deste sábado.

Jornalistas da Fox 
O repórter Victorino Chermont e o repórter cinematográfico, Rodrigo Santana, vão receber homenagens na sede do Clube de Regatas Flamengo, na Gávea. A partir das 11h, o jornalista Paulo Julio Clemant, será homenageado nas dependências do Fluminense Futebol Clube, em Laranjeiras. O enterro dele está marcado para às 16h, no cemitério São João Batista, em Botafogo.

G1
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe