Recurso de Tomás Figueiredo sai da pauta e fica para fevereiro de 2017

Mais uma vez, o recurso do prefeito eleito nas urnas Tomás Figueiredo (PMDB) foi retirado da pauta de julgamento do Tribunal Superior Eleitoral.
O agravo regimental impetrado pelo político já vem tramitando desde o final de outubro, quando o ministro Herman Benjamin publicou decisão negando seguimento ao recurso, que contesta a decisão do TRE por seu indeferimento.
A população quiteriense criou expectativa durante as últimas sessões, entre retiradas de pauta e pedido de vistas e na manhã de hoje (19), não foi diferente.
O TSE realizou a sua última sessão e chegou a divulgar durante o final de semana que o agravo estava na pauta de julgamento. Porém, instantes após o início da sessão, o recurso foi retirado da pauta, adiando a decisão desta vez para a primeira sessão de 2017, em 1º de fevereiro.
Com a decisão do indeferimento mantida, o próximo prefeito de Santa Quitéria sairá, novamente, de uma eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal, em 1º de janeiro. No entanto, o cenário pode ser revertido, caso a assessoria jurídica de Tomás impetre uma ação cautelar com efeito suspensivo contra a decisão do TRE, para que possa assumir o Executivo.
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe