Gravador de voz do avião de Teori está em bom estado e chega amanhã a Brasília

O gravador de voz encontrado nos destroços do bimotor da Hawker Beechcraft, que caiu em Paraty, está em bom estado, sem sinais de danificação. A informação foi confirmada à reportagem pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), órgão da Força Aérea que investiga a queda do avião.
Segundo agentes do Cenipa, o equipamento segue nesta tarde de Paraty para a cidade do Rio de Janeiro e, amanhã, deverá ser encaminhado para Brasília, onde seu conteúdo será analisado.
Por ser um avião de pequeno porte, o modelo C90 King Air não tinha por exigência utilizar uma caixa preta que armazenasse dados e voz, como acontece em aeronaves de grande porte. A instalação desses equipamentos em pequenos aviões, portanto, fica a critério do dono da aeronave, segundo o Cenipa.
Não há previsão para a conclusão da análise da caixa de voz, equipamento que costuma ser instalado na parte da cauda dos aviões, habitualmente uma das mais preservadas em casos de desastre. 
As gravações, caso sejam realmente recuperadas, podem ajudar a esclarecer as causas do acidente que matou o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), relator da Operação Lava Jato na Corte; o empresário Carlos Alberto Filgueiras, dono da rede de hotéis Emiliano; a massoterapeuta Maira Lidiane Panas Helatczuk, 23 anos; sua mãe Maria Hilda Panas, de 55 anos, e o piloto Osmar Rodrigues. 
Não há previsão de que o conteúdo das gravações seja divulgado. O objetivo do Cenipa é utilizar o material para apurar o que aconteceu no acidente.

Estadão Conteúdo
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe