Publicidade

Carnaval 2017: Encheu de água e de gente

Enquanto não se sabia se haveria Carnaval no Interior, devido à seca e às contas atrasadas das prefeituras, chovia. Quem viu água não dependeu de Carnaval para o contentamento, mas quando chegou a festa momina foi, literalmente, um banho de alegria. Onde não houvesse um palco com bandas, já bastava um açude.
Em Banabuiú, no Sertão Central, milhares de pessoas se concentraram no tradicional mela-mela à beira rio, com muitos paredões de som troando os hits de axé e forró. No centro da cidade de Senador Pompeu teve desfile de bandas de fanfarras e frevos, bonecos gigantes, agremiações de maracatu, escola de samba, blocos e grupos da cultura tradicional popular.
O grande destaque de Granja, na Zona Norte, foi o show do cantor sertanejo Luan Santana. Em São Benedito, na Serra da Ibiapaba, o Benefolia teve atrações dia e noite. O carnaval de Jaguaruana, no Vale do Jaguaribe, levou pelo menos mais de 10 mil pessoas às ruas da cidade durante cada noite de festejo. A folia começava a partir do meio dia no pólo de lazer rio Serafim, no rio Jaguaribe. Com as chuvas, o trecho do manancial voltou a ser perenizado. Durante os quatro dias, o mela-mela aconteceu na Avenida Simão de Góes, seguindo pelas atrações no palco principal montado ao lado da praça da matriz.
O Crato, no Cariri, abriu alas ao carnaval com o tradicional Bloco das Virgens, que seguiu percurso de quase cinco quilômetros em seis horas de animação por dois trios elétricos, unindo batida eletrônica ao swing da cantora Érika Diniz e Mocidade Forrozeira.
O desfile dos agricultores do Unidos do Roçado de Dentro, em Várzea Alegre, foi com um sertão verde e o céu nublado de paisagem. Com o tema "Façam suas apostas, a sorte foi lançada", o samba-enredo fez alusão à atual crise financeira do País e lembrou a seca vivida pelos sertanejos.

Alegria Sertaneja
Libélula voa nas ruas de Senador Pompeu, no Carnaval multicultural com blocos fantasiados. Foto: Alex Pimentel

Benefolia
O Calçadão Espaço do Povo encheu-se para a festa em São Benedito, na Serra da Ibiapaba, recebendo brincantes de outros municípios. A animação sonora seguia dia e noite com bandas de música e paredões. Foto: Marcelino Júnior

Folia das águas
As chuvas caídas nos primeiros dias de fevereiro fizeram correr água pelo Rio Banabuiú, atraindo uma multidão em suas margens. O público estimado foi em 20 mil habitantes, com chuveirão coletivo e piscinão. Foto: Alex Pimentel

Jaguaruana festeira
O Carnaval em Jaguaruana, na região do Vale do Jaguaribe, levou mais de 10 mil pessoas às ruas da cidade durante cada noite de festejo. A folia começava a partir do meio dia no pólo de lazer rio Serafim. Foto: Ellen Freitas

Bloco das Virgens
Dois trios elétricos deram a batida eletrônica do Bloco das Virgens, no Crato, com seis horas de animação. Se um dia era espaço para os homens vestirem-se de mulher, hoje cresce a visibilidade transgênero. Foto: André Costa

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe