Publicidade

Caso Iago Oliveira: Autores do crime deverão ter prisões decretadas em breve

Em entrevista à Voz de Santa Quitéria, o comandante da 3ª Companhia de Polícia Militar, Major Timóteo Franklin comentou sobre os trabalhos de investigação do crime que resultou na morte de Iago Lima de Oliveira, 17, ocorrido no último domingo (26).
Timóteo lamentou o fato das testemunhas não intervirem durante a confusão, que resultou no esganamento do jovem. Desacordado, Iago foi socorrido em uma viatura, mas deu entrada no Hospital Municipal sem vida.
A partir daí, a Polícia deu início as investigações e identificou os acusados, sendo o autor e um cúmplice. Diligências foram feitas, mas ambos estão foragidos da cidade.
Com o retorno do expediente hoje, a Polícia Civil abriu o inquérito, que posteriormente, será enviado ao Poder Judiciário. "As prisões dos mesmos já podem ser consideradas decretadas", afirmou o major.
Enquanto isso, amigos e familiares de Iago seguem esperançosos e confiantes para que os autores tão logo sejam responsabilizados pelo crime cometido.
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe