Publicidade

Empresário inglês que comercializava “maconha de qualidade” é preso no Cumbuco

O instrutor de kitesurf inglês David Jordon Robinson Shields, de 37 anos, foi preso, na praia do Cumbuco, nesta segunda-feira (13), por tráfico de drogas. De acordo com a Polícia Civil, ele era investigado há cerca de 1 ano.
Conhecido por "professor", o estrangeiro mora no Brasil há 9 anos e é proprietário de uma empresa de kitesurf no litoral de Caucaia. Em sua residência foi localizada uma plantação de maconha do tipo “skunk”, que é considerada de melhor qualidade entre os usuários.
De acordo com a Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD) da Polícia Civil, David Jordon é apontado como sendo o responsável por distribuir maconha em Caucaia e Fortaleza. “Descobrimos ainda que era bem conceituado entre os compradores por ter muita habilidade com a terra. Ele era quem fazia todo o processo: escolhia as sementes, adubava, plantava, colhia, colocava para secar e preparava a droga para a venda”, diz a diretora da DCTD, delegada Patrícia Bezerra.

Prisão
O empresário inglês foi localizado no momento em que saia da sua casa na avenida das Dunas, no bairro Cumbuco, com dois cães de grande porte. Aos avistar os policiais, o suspeito soltou os animais e tentou fugir, mas foi capturado.
Em sua residência a polícia encontrou, além da plantação de skunk, 8 mil sementes da planta, balanças de precisão e ainda 1,2 da droga pronta para ser comercializada.
David ainda tentou enganar os policiais afirmando que não falava português, mas a farsa também foi revelado. Após a prisão, ele foi encaminhado para a sede da DCTD, onde foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe