Líder religioso é preso sob suspeita de estupro contra crianças e jovens

O líder e fundador de uma comunidade católica, Paulo Monteiro Amorim, de 53 anos, nascido em São Paulo, foi preso, nesta quarta-feira (8) sob suspeita de ter cometido, no mínimo, diversos estupros contra crianças de 12 anos e jovens de até 23 anos.
A prisão de Paulo Amorim aconteceu após uma ação conjunta das polícias Militar e Civil no bairro Meireles, área nobre de Fortaleza. De acordo com o delegado Dionísio Amaral, titular do 2º Distrito Policial, as investigações iniciaram semana passada após três jovens, que supostamente teriam sido vítimas do suspeito, denunciaram o fato.

Crime
As mulheres eram molestadas, pela madrugada, após ingerirem um remédio oferecido pelo suspeito, que usava o pretexto de que as vítimas tossiam muito enquanto dormiam Em depoimentos prestados à Polícia, uma das jovens afirmou que foi molestada mais de uma vez pelo líder religioso.
Os crimes ocorriam em um apartamento localizado no bairro Meireles, que servia como um local para retiro espiritual. Na residência de Paulo, os policiais cumpriram um mandado de busca que resultou na apreensão de peças íntimas femininas, além de dois notebooks, celulares, remédios e cheques. 

Investigações continuam
Até o momento já foram identificadas cinco vítimas, porém o delegado Dionísio Amaral, acredita que, com a prisão do suspeito, outras vítimas devem comparecer a delegacia. "As investigações continuam no sentido de identificar outras vítimas de Paulo Amorim", afirmou Dionísio.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe