Inscrição do Enem vai ficar 20,6% mais cara

O edital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, dia 10 de abril, e vem com uma novidade nada agradável para este momento difícil da economia. Trata-se do reajuste da taxa de inscrição em 20,6%, bem acima da inflação do ano passado que fechou em 6,29. Na justificativa, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP), órgão do Ministério da Educação responsável pela execução do exame, disse que o valor levou em consideração a falta de reajuste no período de 2004 a 2014.
“Não tivemos nenhum aumento nos anos anteriores e, por isso, estamos fazendo a correção agora”, justifica o presidente no INEP Anísio Teixeira. Ainda nesta manhã, na sala de reunião da presidência do instituto, Anísio Teixeira deu uma coletiva para imprensa e apresentou oficialmente as mudanças para o exame que não mais vai assegurar a conclusão do ensino médio para estudantes que não concluíram os estudos.
As inscrições para o Enem 2017 estarão abertas entre os dias 8 e 19 de maio, pela internet. A taxa de inscrição, que custou R$ 68 no ano passado, subiu para R$ 82. Estudantes de escolas públicas que concluirão o ensino médio em 2017 e membros de famílias de baixa renda nos termos do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) poderão solicitar isenção de taxa.
Segundo portaria publicada pelo Ministério da Educação no início de abril, o participante carente que for beneficiado com a isenção e faltar à prova sem apresentar justificativa perderá o benefício no ano seguinte.
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe