Nota de Esclarecimento - Dr. Luiz Carlos Ribeiro de Morais

Ao site A VOZ DE SANTA QUITÉRIA
Usando do direito de resposta que me é facultado pela Constituição Federal em seu artigo 5º, inciso V e Lei nº 13.188/15 em seu artigo 2º e inciso 2º, desejo esclarecer que sempre me faço cumprir que cobro e posso explicar para os leitores o postado neste excelente site, fato que não me deu oportunidade o referido Vereador quando de sua exposição na última sexta feira, pois estava presente e não fui chamado.
Na primeira foto, estou estacionando meu carro, dando marcha ré e ele, maldosamente, tirou a foto. Na segunda foto, parei daquela maneira, pois tenho um problema na perna esquerda que não dobra e obriga-me a abrir totalmente a porta para saltar, indo conversar com o comerciante que tinha colocado mercadoria na rua impedindo-me e a outros de estacionar corretamente. Ele gentilmente entendeu a situação e retirou a mercadoria e arrumei o meu carro. A terceira foto, aparentemente comete uma infração de trânsito, mas foi cometida por um amigo ao qual havia emprestado o carro. 
Dou o direito a qualquer cidadão de chamar a minha atenção quando estiver cometendo alguma irregularidade, pois sou bastante autocrítico para reconhecer meus erros.
A determinação que coloco dentro do DEMUTRAN, recebida do Dr. Tomás Figueiredo é que não existe ninguém acima da lei, incluindo aí todos os veículos que por aqui transitam independente de seus condutores.
Quanto à abordagem, esta tem de ser dura e convincente, haja vista o acontecido no sábado (08/04) na cidade do Rio de Janeiro, onde uma abordagem mal feita por policiais resultou na morte de um sargento, ferimentos em outro, um bandido morto e um preso. Na blitz, não deve prevalecer a ideia de que todos são cidadãos decentes, pois já tive atirada contra mim, motos pilotadas por malfeitores nesta cidade.
Nenhum cidadão decente está descontente com o DEMUTRAN, apenas os errados. Basta ver que, do dia 15/01 para cá, quando assumimos, não tivemos mais nenhum acidente fatal na área urbana e os acidentes que de setembro a dezembro de 2016 giravam em torno de 58 (Cinquenta e oito) por mês, caíram para 24 (vinte e quatro) em janeiro, 20 (vinte) em fevereiro e 15 (quinze) em março, segundo estatística do Hospital Municipal, gerando uma economia muito grande em termos hospitalares, em vidas e em deformidades.
Talvez estas denúncias do Vereador Manjado tenham a ver com o seu pedido, que foi negado, para que liberássemos a motocicleta apreendida de placa HWD-2033, que se encontra retida no DEMUTRAN apenas por ter cometido as seguintes infrações: ordem de apreensão pelo DETRAN pelos artigos 233/270, conduzida por um menor sem capacete, licenciamento e IPVA atrasados desde 2013, sem espelhos retrovisores, placa levantada, selo da placa rompido, sem rabeta, descarga livre, em alta velocidade pela cidade e multas anteriormente aplicadas no valor de R$ 3.074,00. O proprietário inclusive, junto com vários de seus vendedores, esteve sexta feira (07/04) na Câmara dos Vereadores batendo palmas para o citado Vereador.
Coloco-me à disposição de todos para maiores esclarecimentos.

Santa Quitéria, 11 de abril de 2017.

Dr. Luiz Carlos Ribeiro de Morais
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe