Assassinatos no Ceará crescem pelo 2º mês consecutivo em 2017

O número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) - que incluem homicídios e latrocínios - aumentou pelo segundo mês consecutivo em 2017 no Ceará. De acordo com dados divulgados pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado (SSPDS/CE) nesta quarta-feira (10), o acumulado destes crimes neste ano já chegou a 1.353.
Em janeiro, o número de assassinatos no Ceará foi 349, já em fevereiro caiu para 269. Deste então o Estado vem sofrendo com aumento. Em março foram 358 casos e, no último mês, 377. Em relação ao mês de abril de 2016, o número de CVLI foi 274, o que representa um aumento de 37,6%.
"Nós temos o pior índice do meu governo, agora, e eu estou aqui dizendo que nós estamos enfrentando um problema. Estamos trabalhando, procurando identificar quais são essas dificuldades, para que possamos entregar o Ceará de uma forma mais tranquila ao povo", afirmou Camilo Santana.

Mais dados divulgados hoje sobre a segurança
Na distribuição mensal, o número de casos em abril desde ano é o maior desde janeiro de 2015, quando foram registrados 431 assassinatos. Fortaleza foi o principal território a puxar os dados. Conforme a SSPDS, aconteceram 140 crimes na Capital, o que representa um aumento de 86,7% em relação ao mesmo período de 2016. No Interior Sul foram 89,  na Região Metropolitana 78 e, no Interior Norte, 70.
"Houve um crescimento muito forte no mês de abril em relação aos homicídios, principalmente em Fortaleza, apesar da redução dos outros índices. Isso tem exigido investigações e uma análise criminal mais detalhada por parte da Secretaria. É preciso ter muita cautela para identificar os movimentos que levam a isso e atuar de forma mais concisa", comentou o governador durante a coletiva de divulgação dos dados.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe