Publicidade

Juiz nega pedido para suspender processo e adiar depoimento de Lula a Moro

O juiz federal Narivaldo Bonini, que substitui João Pedro Gebran Neto na relatoria da Operação Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, negou, nesta terça-feira (9), o pedido da defesa do ex-presidente Lula (PT) para suspender uma das ações penais contra o petista para analisar documentos recentemente adicionados ao processo. A suspensão teria adiado o depoimento de Lula ao juiz federal Sérgio Moro marcado para amanhã (10), às 14h, em Curitiba.
“Não se desconsidera que a existência de milhares de páginas para exame demanda longo tempo, mas foge do razoável a defesa pretender o sobrestamento da ação penal até a aferição da integralidade da documentação por ela própria solicitada, quando a inicial acusatória está suficientemente instruída”, alego o magistrado. A defesa de Lula argumentou que não dispunha de tempo suficiente para analisar uma “supermídia” com 5,42 gigabytes com documentos que a Petrobras anexou aos autos – estima-se que o arquivo tenha 100.000 páginas.
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe