País registra 59,8 mil novas vagas formais de trabalho em abril

O País criou 59.856 mil vagas de emprego formal durante o mês de abril. O resultado representa uma variação positiva de 0,16% em relação a março deste ano, conforme apontam os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta terça-feira (16) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).
É o primeiro resultado positivo para o mês de abril desde 2014. Entretanto, o Estado do Ceará teve leva queda em abril/17/ fechando 675 vagas formais de trabalho.
Em abril de 2016, o mercado de trabalho formal tinha registrado a perda de 62.844 mil postos de trabalho. Já em março deste ano, foram registradas 1.261.332 admissões e 1.324.956 demissões, ou seja, 63.624 vagas foram perdidas.
"Estamos tendo a alegria de celebrar números positivos. Esperamos que estes números positivos se estabeleçam", comemorou o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. No acumulado do ano, foram eliminadas 933 vagas com carteira, praticamente uma estabilidade em relação ao total de empregos formais existentes em dezembro de 2016.

Ceará: leve queda
No Ceará, entretanto, a redução do mercado de trabalho desacelerou, mas o cenário ainda é de queda, pelo segundo mês consecutivo.
Conforme os números do MTE, o saldo de empregos foi de 675 vagas formais no Estado a menos que no mês anterior, uma queda de 0,06%. Em março, o saldo negativo era de 4.675 vagas
Foram registradas, nem abril, 27.660 admissões e 28.335 demissões no Estado.

País: setores com melhores desempenhos em abril/17
O setor de Serviços foi o que registrou melhor resultado em abril deste ano no País, com um saldo de 24.712 contratações, seguido pela Agropecuária (14.648); Indústria de Transformação (13.689) e Comércio (5.327).

Agência Brasil
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe