Professor e alunos cantam para silenciar tiroteio em escola no Rio


A atitude lúdica do professor Roberto Ferreira, 56, que aparece em um vídeo tocando violão e cantando com alunos durante tiroteio no entorno da escola Ciep Roberto Morena, em uma comunidade no Rio de Janeiro, na última sexta-feira, 27, repercutiu na redes sociais.
O quadro recorrente de violência foi o motivo para o educador incluir a prática da música na rotina dos estudantes, com intuito de camuflar o barulho. A publicação foi compartilhada pelo secretário municipal de Educação, César Benjamim, e acumula mais de 6 mil compartilhamentos até o momento.
Em entrevista ao jornal O GLOBO, Roberto explicou que a atividade dura em média 15 e 20 minutos, mas já chegou a passar de uma hora. Desta vez, ele começou a cantar a pedido do diretor da instituição, pois os tiros eram muito próximos do local.
O professor destaca que a maioria das músicas é de sua autoria, como a “Criança esperança”, cantada no vídeo. A dança é adaptada à linguagem de sinais. “Se você observar a coreografia verá que elas estão se comunicando em libras. Temos crianças com deficiência auditiva na escola, queria que todas participassem”, explica ao jornal.
“Por isso incluí essa segunda linguagem, depois de pedir às professoras que me ensinassem os gestos. Comecei a ver o brilho no olhar das crianças”.

Redação Web
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe