Projeto de crédito especial para secretarias é desaprovado na Câmara

Um projeto de lei de autoria do Executivo, em emenda a Lei Orçamentária de 2017, foi desaprovado durante a sessão desta sexta (12), da Câmara Municipal de Santa Quitéria.
No projeto, o prefeito Tomás Figueiredo solicitava um crédito adicional especial no valor de R$ 250 mil para o pagamento de subvenções sociais de entidades ligadas às Secretarias de Esporte e Cultura, sendo R$ 10 mil para o esporte e R$ 240 mil para a cultura.
O documento tinha como justificativa, o fato do orçamento deste ano não dispor de dotações para conceder tais subvenções e assim, fomentar atividades culturais, como a música (aquisição de material e equipamentos, contratações e bolsas).
O projeto gerou dúvidas e antes da votação ocorrer, o contador do município Marcos Costa reuniu-se com os vereadores para explanar melhor e responder questionamentos e dúvidas ora existentes. Em seguida, foi colocado em votação e por ser matéria de dois terços (maioria qualificada), foi desaprovado, sendo 06 votos a favor e 05 contra.
Após o término da sessão, postagens de repúdio aos vereadores que votaram contra inundaram as redes sociais, alegando que os parlamentares teriam votado contra a banda de música da ONG Amigos do Futuro, uma vez que, com a aprovação, um convênio seria assinado entre o Executivo e a entidade.
Em seus perfis nas redes sociais, os edis contestaram a afirmação de que votaram contra a banda, justificando que não houve clareza nos valores que seriam repassados a ONG, utilizando a expressão "assinar um cheque em branco pra gestão".
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe