Aécio Neves perde salário, carro oficial e verba indenizatória do Senado

Depois de ter o mandato suspenso por decisão do ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal e perder o direito de atuar como parlamentar, o senador Aécio Neves também não poderá mais utilizar o carro oficial, não terá mais direito a verba indenizatória e nem ao salário de parlamentar.
A decisão de suspender a remuneração e a estrutura de gabinete do presidente licenciado do PSDB foi tomada pela Mesa Diretora do Senado e comunicada pelo presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), com ofício enviado ao STF nesta quarta-feira (14).

Congresso em Foco
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe