Publicidade

Incêndio em Londres mata 6 pessoas e deixa 50 feridos

O incêndio que assolou um prédio residencial de 27 andares em Londres na madrugada desta quarta-feira (14) já deixou ao menos seis mortos e outros 50 feridos, de acordo com os bombeiros e a polícia da região. "Posso confirmar seis mortes no momento, mas o balanço deve aumentar durante o que será uma complexa operação de busca de vários dias", afirma em um comunicado Stuart Cundy, comandante da Polícia Metropolitana. Muitas pessoas são consideradas desaparecidas.
A causa do fogo ainda é desconhecida. O incêndio dura mais de seis horas e ainda há chamas em alguns andares.
O fogo teria começado por volta de 1h da manhã no horário local (21h de Brasília) e se alastrou rapidamente do segundo até o último andar. Mais de 200 bombeiros e 45 caminhões-pipa combatiam o fogo.
Uma vizinha do prédio, Nassima Boutrig, disse que foi acordada pelo barulho das sirenes e se deparou com fumaça dentro de sua casa também. "Nós vimos pessoas gritando. Um monte de gente pedindo ajuda. Os bombeiros só conseguiram agir nos andares mais baixos, pois o fogo subiu e eles não conseguiram contê-lo", afirmou.
Testemunhas da tragédia afirmaram que viram pessoas caindo ou saltando da torre residencial de 120 apartamentos e ao menos um morador agitando um lençol branco em um dos andares do edifício.
"Escutei gritos de todos os lados e vi pessoas pulando pelas janelas. As chamas devoravam a torre. Um horror", contou à AFP Khadejah Miller, que mora em um edifício próximo e que foi esvaziado pelas autoridades por medida de precaução.
A torre estava praticamente destruída na manhã desta quarta-feira e os bombeiros temem o desabamento. Cotton declarou que o edifício estava estabilizado, mas uma equipe de engenheiros foi enviada para inspecionar as fundações.
A polícia transformou a Igreja St. Clement, próxima ao edifício, em abrigo para os moradores que conseguiram fugir das chamas.

Estadão Conteúdo e AFP
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe