Juiz aceita denúncia contra Cid Gomes que vira réu por atentado contra a segurança aérea

O Juiz da 17ª Vara Federal, Antonio Oswaldo Scarpa, acatou denúncia do Ministério Público contra o ex-governador do Ceará, Cid Gomes (PDT). A informação é da Coluna Radar, da Veja Online.
A ação, por atentado contra a segurança de transporte aéreo, refere-se a um episódio de 2012, quando o irmão de Ciro desembarcou de um Cessna em Salvador e andou pela pista do aeroporto para encontrar a presidente Dilma Rousseff e o governador Jacques Wagner.
Sem esperar o taxiamento, a travessia forçou uma aeronave da Avianca a arremeter e abortou o pouso de um avião da Gol. Graças A pista do aeroporto ainda ficou fechada por cinco minutos.
O juiz vai ouvir testemunhas, entre elas o ministro Fernando Coelho, e pediu a comunicação entre a torre do aeroporto e os aviões envolvidos.

Outro caso
O ex-governador já é réu em outro caso. A Justiça Federal em Sobral acatou denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra ele e mais 10 outra pessoas num suposto crime contra o Sistema Financeiro Nacional.
Cid é acusado de participar de fraude em financiamento de R$ 1,3 milhão aprovado pelo Banco do Nordeste.
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe