Publicidade

Novo diálogo é esperado entre Executivo e professores, que decidem por paralisação

Com um número baixíssimo de presentes, o Sindicato dos Professores do Serviço Público Municipal de Santa Quitéria realizou na noite desta quarta (31), uma assembleia geral para deliberar acerca de alguns assuntos de interesse da categoria,
Na ocasião, foi aprovada a prestação de contas da entidade referente ao ano de 2016 e foi debatido sobre o reajuste nos vencimentos retroativo a 1º de janeiro de 2017, bem como o pagamento da progressão por mérito aos profissionais do magistério, com base no PCCS local.
Há cerca de cinco meses, a diretoria vem buscando o diálogo com o Executivo para que tais benefícios sejam concedidos, muito embora sejam estipulados prazos que acabam não sendo cumpridos, segundo a presidente Regina Barros Veras.
Através de documentos solicitados ao TCM, o Sindicato constatou alguns motivos para isto estar ocorrendo, como o inchaço na folha de pessoal.
Na pauta, foi incluída a possibilidade de paralisação dos professores até que administração atendesse as reivindicações, o que ficou previsto para uma nova reunião que se realizará na próxima semana. Caso as negociações não avancem, a paralisação ocorrerá, conforme foi decidido pelos presentes.
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe