PGR torce para que benefícios a Joesley encorajem novos delatores

A Procuradora-Geral da República sustenta o discurso de que os benefícios concedidos ao empresário Joesley Batista podem servir ao menos para encorajar outras figuras que andam loucas para contar o que sabem, mas temem o período de clausura.
É um contra-argumento às críticas de quem não engoliu a cena de Josley deixando o país sem passar um dia sequer no xadrez. Internamente, os procuradores reconhecem ser mais fácil uma vaca voar de que aparecer outro delator com provas tão contundentes como as apresentadas pelo dono da J&F.

Veja
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe