Real Madrid goleia Juventus e conquista a Liga dos Campeões

Na Europa, não tem para ninguém. O Real Madrid venceu a Juventus por 4 a 1 no Millennium Stadium, em Cardiff, e chegou aos 12 títulos da Liga dos Campeões da Europa, além do primeiro bicampeonato da história. Mesmo com a força dos italianos, prevaleceu o time de Cristiano Ronaldo, que provou o motivo de ser o melhor do mundo atualmente. Do herói improvável Casemiro, autor do gol da virada. De Zinedine Zidane, que soube motivar sua equipe no vestiário para dominar o segundo tempo.
Um dos principais personagens do confronto, Ronaldo se tornou o primeiro jogador na história a marcar em três finais de Champions League, assumindo também a artilharia isolada da competição e ainda marcando o seu de número 600 na carreira em jogos oficiais.
Isco, substituto de Gareth Bale, mudou a partida quando se encontrou no segundo tempo e fez justiça à escolha do treinador francês. A Velha Senhora foi valente, mas não conseguiu segurar o ímpeto dos merengues. Foi o oitavo vice-campeonato dos italianos e o terceiro de Gianluigi Buffon, que nada pôde fazer nos gols que sofreu.

O jogo
A Juventus começou o jogo ligada, com mais disposição, subindo a marcação e indo para cima dos adversários. Os madrilenhos, contudo, sabem jogar finais e mostraram isso a partir dos 15 minutos, quando o Real passou a se postar mais em seu campo de ataque.
Com sua boa movimentação, o time espanhol foi esperto e se aproveitou do único vacilo na recomposição dos italianos para abrir o placar. Aos 20 minutos, Kroos avançou pelo meio, a bola chegou para Cristiano Ronaldo, que abriu na direita em Carvajal e voltou para receber. O português chutou forte e aproveitou desvio em Bonucci para marcar.
Mas a Velha Senhora não deixou o Real transformar esse confronto em uma história fácil, e sete minutos depois viu Mandzukic puxar o protagonismo para si e deixar tudo igual. Alex Sandro recebeu na esquerda e tocou para Higuaín. O argentino ajeitou para o croata, que matou no peito e acertou uma bela meia-bicicleta por cima de Navas, recolocando sua equipe no jogo.
No segundo tempo, os madrilenhos ficaram mais ligados, criaram jogadas de perigo e a partida passou a ser mais equilibrada. O resultado da pressão do Real Madrid veio aos 15 minutos. Alex Sandro cortou e Casemiro aproveitou a sobra e soltou a bomba de longe. A bola bateu em Khedira no caminho e chegou sem chances para Buffon.
Diferente da Juventus, o time da capital da Espanha aproveitou sua superioridade e marcou mais um quatro minutos depois. Alex Sandro saiu errado, Modric recuperou a bola e tabelou com Carvajal. O lateral foi ao fundo, cruzou para Cristiano Ronaldo, que marcou o terceiro.
Já sem forças para reagir e com um a menos, já que Cuadrado foi expulso aos 41, a Juve ainda viu Asensio balançar a rede mais uma vez aos 44, fechando a conta no País de Gales.

Zero Hora
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe