Até maio deste ano, Bolsa Família distribuiu R$ 5,5 milhões em Santa Quitéria

Em um cenário de recessão e desemprego, as famílias freiam o consumo e o comércio, naturalmente, tende a se contrair. O panorama político instável também contribui para a incerteza econômica e reduz a confiança dos empreendedores, que deixam de investir e como consequência, deixam de gerar novos postos de trabalho.
Um fator alentador para o comércio em tempos ruins são as receitas certas que movimentam o mercado local mês a mês. É o caso dos benefícios pagos, através de programas sociais e das pensões e aposentadorias. O valor dos benefícios, relativamente baixo, não permite que o dinheiro seja gasto em outras praças e tudo – ou quase tudo – é consumido no comércio local. O grande número de beneficiários engrossa as cifras e estas representam grande volume de recursos distribuídos, sobretudo nas pequenas e médias cidades.
No município de Santa Quitéria, por exemplo, somente o Programa Bolsa Família distribuiu até maio deste ano – data da última atualização do Portal da Transparência do Governo Federal – a quantia de R$ 5.521.502,00. Isso representa média mensal de R$ 1.104.300,40, mais de mil salários mínimos. 7.170 pessoas já receberam neste ano, pelo menos, uma parcela do Bolsa Família. Os valores pagos mensalmente variam entre R$ 39 e R$ 794.

Para mais informações relativas ao programa, clique AQUI.
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe