Publicidade

Eduardo Costa exige regalias da prefeitura de Capitólio por ser famoso

Em áudio com funcionária de prefeitura, artista justificou pedido dizendo que a presença dele ajuda a melhorar o turismo no balneário de Escarpas do Lago. Cantor ainda reclamou que acabou de comprar um avião e está descapitalizado
Ele solicita que a prefeitura compre uma mansão e que também disponibilize seguranças para quando o cantor estiver no município.
Em áudio vazado pelo jornalista Leo Dias, do SBT, o cantor Eduardo Costa aparece reclamando por telefone com uma funcionária municipal da região de Capitólio, em Minas Gerais, afirmando que a prefeitura não estaria aceitando comprar uma casa para ele nem contratar seguranças para resguardar sua residência.
O cantor começa dizendo que tem muito prazer em viver na região, mas que se sente desvalorizado pelas prefeituras locais. “Tudo é muito difícil com a prefeitura daí”, diz Eduardo. Ele diz que tem dificuldade para comprar uma casa na região, pois, segundo ele, os vendedores cobram mais quando descobrem que ele é o comprador. “A prefeitura nunca me auxiliou, prefeito nenhum nunca chegou e falou: ‘Olha, Eduardo, vamos arrumar uma casa top para você, vamos arrumar um preço mais bacana para você'”, reclama.
O cantor acredita que a sua presença traz mais turismo para a região. “Se esse povo se unisse e dissesse: ‘Vamos comprar uma casa para o Eduardo aqui, vamos dar um negócio top aqui’, eles poderiam se juntar para me ajudar, mas ninguém quer fazer”, conta. Eduardo termina confessando que a prefeitura de Florianópolis já teria oferecido uma cobertura para ele se mudar de Minas Gerais. “Eu ganhei da prefeitura de Florianópolis, do prefeito e de uma construtora, uma cobertura de frente para o mar, só que eu vou ter que morar lá por quatro anos, frequentar lá, fazer os programas de televisão lá, porque eles querem turismo e eu posso levar isso para Escarpas [do Lago] também, só que eu preciso que me ajudem”.

Confira o áudio:

Jornal do Commercio
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe