Publicidade

Filho de ex-prefeito é preso acusado de envolvimento em fraudes em licitações

A Polícia Civil de Itarema cumpriu, nesta quarta-feira (26/07), mandado de prisão preventiva contra Pedro Felipe Monteiro, filho do ex-prefeito de Itarema, Benedito Monteiro dos Santos Filho. Ele é réu em ação penal do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) pelos crimes de organização criminosa, dispensa ilegal de procedimento licitatório, fraude à licitação, peculato e lavagem de dinheiro. A ação decorre da Operação Carroça, que investigou a prática dos crimes envolvendo os serviços de transporte escolar naquela cidade de 2013 a 2015.
Além dele, a juíza Kathleen Nicola Kilian decretou também a prisão preventiva de Pedro Max Monteiro, que tambémé filho de Benedito Monteiro, e do advogado Carlos Eduardo Melo da Escóssia, mas os mandados de prisão ainda não foram cumpridos. Pedro Max Monteiro, que se encontrava em Fortaleza, deverá se apresentar ainda nesta quinta. Já o advogado não foi encontrado, porém não pode ser considerado foragido, já que não houve a notificação.

Colaboração premiada
As novas denúncias apresentadas na ação são resultado de colaboração premiada firmada perante o MP/CE. A partir dela, constatou-se que o núcleo administrativo do esquema fraudulento envolvendo Pedro Felipe Monteiro recebia, a título de propina, R$ 20 mil por mês, decorrentes dos contratos de transporte escolar.
Foi apurado, ainda, que o acusado era a pessoa que de fato exercia a chefia do Poder Executivo de Itarema, apesar de não possuir cargo no início da administração municipal em 2013, quando o esquema foi montado. Pedro Felipe, em conjunto com Pedro Max Monteiro, que é ex-secretário Municipal de Administração e Finanças, estariam entre os principais responsáveis pela atuação da organização criminosa no município.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe