Pichação "proibindo" utilização de praça muda rotina de moradores

Em destaque no fundo branco, lê-se em preto: “Atenção. Proibido reuniões de equipes e grupos na praça. Ass: o crime. Não duvide”. Apesar de autoria incerta, a mensagem gravada em uma parede na frente de praça localizada na rua Pedro Segundo — atrás do Shopping Parangaba —, mudou o cotidiano dos moradores da região. Uma tentativa de grupos criminosos de ditar regras para a população ainda sem coibição das forças de segurança. A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou, por meio de nota, que as imagens foram repassadas aos comandantes do policiamento no local para apuração dos fatos.
“Jogar bola na quadra só até 19h”. “Depois das 20h já não tem ninguém na rua”. “Mas cedo da manhã, entre 6h e 7h, também é perigoso”. “Tem gente que tem medo de passar até durante o dia”. A tardezinha, horário que acumulava moradores na praça, o cenário é o mesmo, gente só de passagem, na correria para chegar ou sair para o trabalho, relatam moradores que preferem não ser identificados. “Antes eu colocava uma banquinha de bombom aqui. Mas todo mundo foi saindo e eu também fiquei com medo. Quem vai ficar no meio da bala?”, relata uma moradora da região.
Ela conta que a pichação foi feita em dezembro de 2016, “de repente”. Assim como ela, vizinhos do local sobre a atuação de grupos criminosos rivais na região. Assaltos e tiroteios são comuns na praça e arredores, de acordo com habitantes do bairro. Apesar de estarem em bom estado de conservação, quadra, pista de skate, bancos e parquinho para crianças permanecem vazios mesmo no período das férias, quando as praças da Cidade ficam lotadas para receber adolescentes e crianças ávidas por atividades de lazer. “Pra frequentar, trazer as crianças para brincar e tudo ninguém vem”, explica uma moradora.
Em nota, a SSPDS informa que a imagem foi encaminhada ao titular do 5° Distrito Policial, que cobre o bairro da Parangaba, e ao comandante da Polícia Militar da área correspondente – Área Integrada de Segurança 05 (AIS 05), “com o intuito de serem realizadas apurações sobre o fato”. A secretaria diz ainda que “todo material que chega ao conhecimento da Polícia Civil é investigado sem descartar nenhuma possibilidade”.
Em relação à segurança da região, a SSPDS explica que “viaturas do Policiamento Ostensivo Geral (POG) realizam patrulhamento em toda a área da Parangaba. Ação que é reforçada por duplas de policiais militares, que realizam o policiamento ostensivo a pé; e também por composições do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio)”. O órgão não informou, todavia, sobre a atuação de facções no local. Também por meio de nota, a Regional IV, informa que as pichações serão apagadas. “Importante ressaltar que as praças são áreas públicas e destinadas ao esporte e lazer,cultura e principalmente a interação social”, afirma.

O POVO Online
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe