Com mais de 75 mil casos em 2017, chikungunya já matou 70 pessoas no Ceará

O número de óbitos por febre de chikungunya no Ceará neste ano chegou a 70. Conforme dados atualizados divulgados pela Secretaria de Saúde (Sesa), nesta sexta-feira (18), os casos confirmados da doença já são 75.452.
Ano passado, a arbovirose teve 31.482 confirmados em 139 dos 172 municípios do Ceará. A taxa de incidência dos casos suspeitos de chikungunya para o Estado é de 1.303,1 casos por 100 mil habitantes, até a corrente semana.
Dos casos notificados, 2% (2.336/116.804) foram em gestantes, destes,1.578 foram confirmados. Dos casos confirmados, 53,4%, isto é, 40.335 concentraram-se nas faixas etárias entre 20 e 49 anos e o sexo feminino foi predominante em todas as faixas etárias à exceção dos menores de 14 anos. Confirmaram-se casos em 631 crianças com menos de um ano de vida.
Neste ano, a maior parte das mortes pela arbovirose aconteceu em Fortaleza, sendo 56 ao todo. As demais foram registradas em Acopiara (2), Aracati (1), Beberibe (2), Caucaia (3), Maranguape (2), Marco (1), Morada Nova (1), Pacajus (1) e Senador Pompeu (1).

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe