Deputado que tatuou nome de Temer pede "nudes" durante sessão na Câmara

Um dos parlamentares que mais teve visibilidade nos últimos dias, Wladimir Costa (SD-PA) atraiu os holofotes para si mais uma vez nesta quarta-feira (2/8), durante a sessão plenária em que os deputados rejeitaram o prosseguimento da denúncia contra o presidente Michel Temer por corrupção passiva. Durante a votação, Wladimir foi flagrado pedindo fotos eróticas a uma mulher.
"Mostra a tua bunda. Mostra, afinal, não são suas profissões que a destacam como mulher. É sua bunda. Vai lá, põe aí, garota", escreveu o deputado. "Fátima Bernardes, Sônia Abraão, Marília Gabriela, Mariza Godói são elogiadas, respeitadas e até desejadas pelas suas capacidades técnicas e não por um par de bunda, já bastante banalizada por todo o Tapajós do decano shortinho preto que reveza com o vermelhinho já bastante desbotado pelos anos [sic]", completou.
Em uma mensagem a outra destinatária, o parlamentar envia uma imagem em que aparece como personagem do filme "O exterminador do futuro" com a legenda: "Wladimir Costa, o exterminador de comunas". Como reposta, o deputado recebeu um elogio: "gostei dessa foto".
Wladimir ficou famoso nesta semana ao apresentar uma tatuagem com o nome do presidente Michel Temer em seu ombro. De acordo com ele, o desenho custou R$ 1,2 mil, pagos em "6 vezes sem juros no cartão". O deputado também roubou a cena na votação pela admissibilidade do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff no ano passado, quando estourou um "rojão" de papel picado no plenário da Câmara.

Correio Braziliense
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe