Em Quixadá, Lula diz que pode ser candidato

No primeiro de dois dias em solo cearense, como parte da caravana que realiza pela Região Nordeste, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passou, ontem, por quatro municípios do Ceará: Quixeré, Limoeiro do Norte, Morada Nova e Quixadá. À noite, neste último município, ele participou de “Ato pela Democracia e Mais Direitos” ao lado de lideranças locais, incluindo o governador Camilo Santana. Hoje, Lula segue sua programação no Estado pela Região do Cariri, onde participa de eventos, um deles à noite, no Município do Crato.
Em discurso de cerca de 40 minutos para milhares de pessoas que lotaram a Praça José de Barros, no Centro de Quixadá, o ex-presidente destacou políticas implementadas nos 13 anos em que o Partido dos Trabalhadores esteve à frente do Governo Federal e, embora o partido venha evitando atrelar a caravana a pretensões eleitorais, ele destacou que, se for da vontade da sigla e caso não haja impedimento judicial, poderá ser candidato à Presidência da República em 2018. Lula ponderou, contudo, que caso não esteja apto ao pleito presidencial, a legenda petista tem outros nomes com condições de disputar o cargo. 
A organização estimou 40 mil presentes, sendo a maioria composta por trabalhadores rurais e caravanas vindas de diversas regiões do Estado. A Polícia Militar não contabilizou o público presente ao ato.
O ex-presidente chegou ao Ceará ainda de manhã, no município de Quixeré, e também fez paradas em Morada Nova e Limoeiro do Norte. Em Quixadá, último destino da caravana ontem, ele desembarcou por volta das 16 horas e seguiu para o campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), onde recebeu homenagens. Lula também receberia o título de cidadania de Quixadá, o que não ocorreu por impedimento previsto no Regimento Interno da Câmara Municipal daquele município. O prefeito de Iguatu, Ednaldo Lavor (PDT), esteve em Quixadá e entregou ao petista o título de cidadão iguatuense. A chegada à praça onde ocorreu o principal ato do dia, prevista para as 17h30, porém, só ocorreu por volta das 20 horas.
Além de Camilo, que já havia subido ao palanque de Lula em Quixeré, estiveram no palco em Quixadá, ao lado do ex-presidente, o prefeito de Quixadá, Ilário Marques, a primeira-dama do Município e deputada estadual, Rachel Marques, os deputados federais José Guimarães (PT) e Odorico Monteiro (PSB), o senador petista José Pimentel, além de dirigentes do PT e correligionários do ex-presidente.
Os discursos enfatizaram realizações sociais dos Governos Lula e Dilma e também foram marcados por críticas ao Governo de Michel Temer (PMDB). Dentre os benefícios patrocinados por petistas à região, eles destacaram a construção de 1,4 milhão de cisternas no Sertão Nordestino, as obras da Transposição das Águas do Rio São Francisco e programas sociais voltados, especialmente, à Educação.
Saindo de Quixadá, o percurso da caravana de Lula, segundo a assessoria de imprensa do PT Ceará, segue por Banabuiú, Solonópole, Quixelô, Iguatu, Cedro, Caririaçu até o Crajubar. Às 17h30, ele participa de “Ato pela Democracia” no Centro de Convenções do Cariri, no Crato.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe