Eunício lança pré-candidatura ao Abolição e diz que não é “laranja de ninguém”

Ao lembrar que o cearense é valente e que nunca desiste da luta, o senador Eunício Oliveira disse, neste sábado (26), durante encontro regional do PMDB e partidos aliados, no município de Massapê, a 244 quilômetros de Fortaleza, que está pronto para disputar o Governo do Estado, nas eleições do próximo ano, “caso esse seja o desejo do povo e dos partidos aliados”.
Disse Eunício: “O meu destino político vai estar nas mãos do povo cearense. Eu não serei laranja de ninguém. Eu serei, se a população do Ceará quiser, se as oposições do Ceará se unirem, estou mais do que preparado para ir à luta e disputar o governo do estado mais uma vez”. Ele disputou e perdeu para Camilo Santana no pleito de 2014.

Eunício afirmou ainda que pretende aproveitar a posição de presidente do Senado para trabalhar ainda mais por melhorias para o Ceará. “Todos os recursos que puder trazer, independente de ser para o Governo do Estado ou para prefeitos que não votaram em mim, vou trazer. Meu interesse maior é que a gente possa desenvolver o Estado. Sabemos que estamos no quinto ano consecutivo de seca, e que tudo para o Ceará é mais difícil”, disse.

O peemedebista citou uma série de conquistas alcançadas durante seu mandato de presidente do Senado, como a garantia da conclusão da Transposição do São Francisco; cinco novos cursos de Medicina no interior do Estado; o açude Lago de Fronteiras em Crateús, quando assumiu interinamente a Presidência da República; além da liberação de recursos para a saúde pública do Ceará.
Ainda no encontro dos partidos aliados, o presidente do PSDB no Ceará, Luiz Pontes, disse estar disposto a disputar um mandato de deputado estadual, no próximo ano, e que não há como o partido apoiar o governo do PT no Estado. Disse ainda que o secretário Maia Junior não representa o PSDB no Governo Camilo Santana.
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe