Projeto em presídios propõe transformar bicicletas apreendidas pela Polícia em cadeiras de rodas

O jornalista e publicitário Rogério Ribeiro apresentou, nessa segunda-feira, 28, ao presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Ceará, Marcelo Mota, o projeto de sua autoria que propõe a ressocialização de internos do sistema penitenciário através de oficinas para transformar bicicletas apreendidas pela polícia em cadeiras de rodas, macas, andadores e protetores de macas. Intitulada “Andando sobre rodas e praticando a cidadania”, a iniciativa pretende comercializar e doar os objetos confeccionados para a Secretaria de Saúde e instituições carentes.
Conforme Rogério, a ideia surgiu a partir de experiências anteriores no sistema penitenciário do Tocantins. "No Tocantins fui autor do projeto 'Padaria no presídio' e aqui no Ceará pretendo continuar militando em favor de iniciativas que dêem oportunidade para a ressocialização dos presos e tragam benefícios para a sociedade", afirma. O projeto propõe que a cada três dias trabalhados na iniciativa, o detento tenha um dia da pena reduzida.
"Andando sobre rodas e praticando a cidadania" também foi apresentado para coordenadora de Inclusão Social do Preso e do Egresso (Cispe), da Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus), Cristiane Gadelha e ao Supervisor do Núcleo de Empreendedorismo e Economia Solidária (NEES) da Sejus, Alexandre Pirajá. Para a iniciativa entrar em vigor, teria que passar por uma votação na Câmara Legislativa.

O POVO Online
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe