Sobral é principal exportador de calçados do País

Com grande representatividade no contexto nacional, o Ceará detém 25% do total das exportações de calçados do País, atrás apenas do Rio Grande do Sul, com fatia de 46,6% do total. Apesar da liderança sulista, o Estado nordestino abriga dois dos três principais municípios exportadores, sendo Sobral o primeiro lugar do Brasil e Uruburetama o terceiro.
Os dados constam no Informe nº 117 Análise do Comércio Exterior de Calçados: Brasil e Ceará - 2011 a 2016, divulgado pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), elaborado com base nos dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic).
De acordo com o material divulgado pelo Ipece, o município de Sobral exportou, em 2016, US$ 150.362.932, valor que está mais de US$ 50 milhões acima do segundo colocado, Sapiranga (RS), com US$ 100.566.742. Uruburetama, terceiro colocado, exportou US$ 79.422.217.
Apesar da liderança de Sobral - distante do segundo e terceiro colocados -, o valor de 2016 representa uma queda de 3,5% em relação ao total de 2011, quando o município cearense exportou US$ 155.759.815. Na mesma base de comparação, Sapiranga registrou recuo de 19,6% e, Uruburetama, no sentido inverso, apresentou um salto de 84,4% no período. Em 2011, o município exportou US$ 43.069.423.
Outros quatro municípios cearenses figuram entre os principais exportadores calçadistas listados no estudo elaborado pelo Ipece com base nos dados do Mdic. São eles Camocim (US$ 12.778.438); Horizonte (US$ 12.162.196); Quixeramobim (US$ 7.838.215) e Itapipoca (US$ 7.570.697).
O principal estado exportador calçadista em 2016 foi o Rio Grande do Sul, com um valor de US$ 543,1 milhões em 2016. Na sequência aparecem Ceará (US$ 290,8 milhões), São Paulo (US$ 110,4 milhões), Bahia (US$ 70,8 milhões) e Paraíba (US$ 66,4 milhões).
Entre 2011 e 2016, as vendas do Ceará, no entanto, tiveram recuo de 20,5%. As do Rio Grande do Sul também retraíram 25,3%.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe