Empréstimo do BID para a saúde do Ceará é aprovado no Senado

Foi aprovada pelo Senado nesta quarta-feira (13) autorização para que o governo do Ceará firme empréstimo de US$ 123 milhões, junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com garantia da União, para investir no Programa de Expansão e Melhoria da Assistência Especializada à Saúde do Ceará (Proexames). A matéria vai à promulgação.
Pelo texto aprovado, o governo do Ceará receberá os recursos, liberados em cinco parcelas anuais, de 2017 a 2021, para investimento nas redes regionalizadas de saúde e a integração do sistema de Atenção Primária à Saúde aos serviços de média e alta complexidade.
O presidente do Senado, Eunício Oliveira, destacou a importância da proposta, que vai melhorar o atendimento de saúde principalmente para a população carente do Ceará.
- A despeito das questões políticas, todos os representantes do povo devem se unir para um bem maior. Essa obra vai servir a uma população carente, sofrida, que depende do estado para cuidar de sua saúde. Estou feliz de estar cumprindo com o dever para com todos os cearenses que me colocaram aqui nesta Casa - afirmou.

Hospitais e informatização
O dinheiro irá para a construção e aquisição de equipamentos dos hospitais do Litoral-Jaguaribe e Metropolitano, para a construção de policlínica em Fortaleza e para a adequação de espaços físicos e aquisição de equipamentos para serviços de atenção ao parto nas regiões de Fortaleza, Cariri, Sobral e Litoral-Jaguaribe. Mais de US$ 85 milhões estão reservados para essa rubrica.
Os recursos também vão financiar a melhoria da gestão, como o processo de informatização da gestão da rede hospitalar e o desenvolvimento de protocolos para atenção e acompanhamento a doenças crônicas como hipertensão e diabetes, além da melhoria das práticas de parto humanizado, entre outros pontos. O empréstimo também exige a contrapartida local de US$ 55,5 milhões.

Agência Senado
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe