Publicidade

Grupo rompe com atual diretoria e se articula para a eleição do Sindicato dos Trabalhadores Rurais

Os sindicalistas, Raimundo Elias, Evaneide, Nilda, Maria José e Valderi, atualmente diretores do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais Agricultores e agricultoras Familiares de Santa Quitéria vêm com o merecido respeito, comunicar a todos os sócios e sócias do Sindicato, trabalhadores e trabalhadoras rurais do município de Santa Quitéria, que diferente do que publicado recentemente em nota pública nas rádios locais, NÃO estão participando de nenhuma chapa que concorre à sucessão da Diretoria do STTR de Santa Quitéria, a única chapa registrada, por sinal.
Os sindicalistas deixam claro que não estão participando da referida chapa por terem sido traídos, de forma sorrateira e covarde, e por não concordarem com a forma de exercer o sindicalismo da maneira que escolheu seguir e atuar o atual presidente do sindicato e candidato à reeleição. Que abandonou os compromissos firmados e escolheu a estratégia de arrogância, da prepotência e do egoísmo, sem levar em consideração o histórico de luta dos companheiros e companheiras em prol da defesa dos direitos dos trabalhadores rurais.
Embora não estejam com seus nomes na única chapa registrada, esclarecerem aos agricultores e agricultoras, amigos e amigas das coordenações sindicais de base, que NÃO abandonarão o sindicato e nem a luta sindical nas mãos de pessoas traiçoeiras e mal intencionadas, tampouco deixarão de participar ativamente do processo eleitoral que se avizinha: PARTICIPAREMOS ATIVAMENTE DA ELEIÇÃO DO SINDICATO, DISCUTINDO AS PROPOSTAS PARA UM SINDICATO FORTE, COMBATENDO A MENTIRA E A ARROGÂNCIA QUE FOI INSTALADA PELO ATUAL PRESIDENTE E CANDIDATO À REELEIÇÃO.
Percorreremos todas as regiões do município e levaremos nossa mensagem de confiança na verdadeira luta sindical, feita por quem desde a infância até os dias atuais sabe o que significa valorizar sentimentos como os da confiança, do respeito, do trabalho árduo e honesto...A verdadeira luta sindical feita por quem derramou suor e lágrima para transformar o STTR numa entidade respeitada e que bem representa os interesses dos verdadeiros agricultores.

Sem mais para o momento,

Santa Quitéria, 18 de setembro de 2017.

Atenciosamente,
Raimundo Elias Araujo de Paiva
Francisco Valderi do Nascimento
Maria Nilda Carneiro Feitoza
Maria José Nascimento Matos
Antonia Evaneide Nascimento Torres
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe