Líder do PSD diz que Meirelles recebeu convite de pré-candidatura ao Planalto “com entusiasmo”

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, negou nesta quarta-feira (10), em sua conta no Twitter, que seja pré-candidato à Presidência da República. Pouco antes, o líder do PSD na Câmara dos Deputados, Marcos Montes (MG), afirmou que o ministro foi convidado a se candidatar ao mais alto cargo do Executivo em 2018.
“Eu não sou pré-candidato à Presidência da República. Estou concentrado em meu trabalho na Fazenda, para colocar o Brasil na rota do crescimento sustentado. Fiquei muito honrado com as palavras de todos os deputados do PSD. Seguirei debatendo a política econômica com todos os parlamentares”, disse Meirelles.
De acordo com Marcos Montes, “se existe um nome que preenche os requisitos do mercado e de quem vive o dia a dia da economia, mas principalmente da sociedade, o nome dele cai como uma luva”. Segundo ainda o parlamentar, o ministro teria recebido as colocações “com entusiasmo”.
Para o deputado, não é importante o fato de Meirelles estar empenhado na implementação de uma agenda impopular, que abrange as reformas trabalhista e da Previdência, por exemplo.
“A medida impopular está fazendo o país crescer. É claro, tem que ter sacrifícios. Acho que isso será colocado em apreciação pela sociedade. A sociedade não vai ser ludibriada por populismo. Os sacrifícios são muitos, inclusive para nós, deputados”, acrescentou Montes.

Agência Brasil
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe