Ministério assegura mais R$ 20 milhões para obras do Cinturão das Águas do Ceará

O presidente do Senado, Eunício Oliveira, anunciou nesta segunda-feira (18) que o Ministério da Integração assegurou o repasse de R$ 20 milhões para obras de obras do Cinturão das Águas do Ceará. 
Em junho deste ano, o Governo Federal já havia garantido R$ 60 milhões e, em dezembro de 2016, a pasta havia liberado R$ 100 milhões para interligar o empreendimento ao Projeto de Integração do Rio São Francisco por meio das barragens de Jati e Porcos, localizada entre Brejo Santo e Jati, no eixo norte do Estado do Ceará.
Somente entre maio de 2016 e abril de 2017 o empreendimento obteve mais de R$ 244 milhões da União, valor 70% superior ao mesmo período do ano anterior – entre maio de 2015 e abril de 2016. O Canal está sendo construído pelo Governo do Estado, com recursos alocados pelo governo federal.

Obra
O Cinturão das Águas vai permitir a transferência de vazões excedentes da transposição do Rio São Francisco não apenas para o Açude Castanhão, mas também para o Açude Orós, incrementar a garantia do suprimento de água para irrigação, ensejando a exploração de 10.200 hectares, propiciar o uso sustentável da água subterrânea do maior aquífero do Ceará. 
Em junho deste ano, o governador Camilo Santana participou, no município de Missão Velha, da solenidade de conclusão da obra do túnel Veneza, o maior do equipamento, com 2.322,36 metros de comprimento. O túnel faz parte do Trecho I, no Lote 5 do Cinturão. 
O Trecho I, com extensão de quase 150 quilômetros, vai beneficiar mais de um milhão de pessoas, atendendo diretamente às cidades de Jati, Brejo Santo, Porteiras, Abaiara, Missão Velha, Barbalha, Crato, Nova Olinda, Milagres, Farias Brito, Lavras da Mangabeira, Iguatu, Icó, Orós, Mauriti, Aurora, Cariús e Quixelô.

Diário do Nordeste
    Comente pelo Disqus
    Comente pelo Facebook
#Compartilhe